fbpx
Connect with us

Cultura

Oficinas de artesanato no interior são oportunidade de aperfeiçoamento profissional

Participam em média 15 pessoas em cada oficina, pelo projeto Artesania.

Publicado

on

A Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul realiza neste mês de junho cinco oficinas visando o aperfeiçoamento profissional dos artesãos do interior. Participam em média 15 pessoas em cada oficina, pelo projeto Artesania.

O projeto Artesania MS tem como objetivo instalar núcleos de produção artesanal, de acordo com o potencial de cada município, resgatando os ofícios tradicionais e transformando-os em uma possibilidade econômica de geração de trabalho e renda nas comunidades.

Ele atua em etapas que podem ou não serem desenvolvidas no mesmo núcleo produtivo, de acordo com as peculiaridades e necessidades de cada um. Antes de realizar as oficinas, as técnicas da Gerência de Desenvolvimento das Atividades Artesanais realizam visita técnica a fim de construir um diagnóstico da realidade que encontram.

A Oficina de Modelagem Bichos do Pantanal, com Rodrigo Avalhães, foi realizada de 1º a 10 de junho, no Centro de Referência da Assistência Social (CRASII) no Distrito de Nova Porto XV, município de Bataguassu. A Oficina de Cerâmica Terena, com Rosenir Batista, foi realizada de 6 a 15 de junho, em Aquidauana. Duas oficinas de modelagem foram realizadas este mês, uma em Rio Brilhante, com Leslie Gafure, de 14 a 22 de junho, e outra com Andrea Lacet, que começou no dia 20 e vai até o dia 24 de junho, em Nova Andradina. 

A Oficina de Acessórios em Cerâmica e Macramê está sendo realizada em  Rio Brilhante, com capacitação para 15 mulheres selecionadas pela Funcerb – Fundação de Cultura, Esporte e Lazer do Município. Dentro do Projeto Artesania/MS, a oficina visa capacitar as participantes em peças de acessórios femininos e de decoração, tais como: colares, pulseiras, colares de mesa, agregando a modelagem cerâmica e o macramê na composição final da produção. O conteúdo da oficina é acessível e introdutório no intuito de fomentar a formação dos artesãos, promovendo o acesso ao trabalho, através da geração de renda, além de proporcionar acesso as políticas culturais do setor artesanal. Ministrada por Leslie Bassi Gaffuri e Magali Ono.

O projeto Artesania visa empreender a curto e médio prazo numa fonte local de trabalho e renda sustentável. Tem contribuído com a criação de núcleos produtivos com respaldo e cuidados para se colocarem no mercado competitivo.

As formas de atuação do projeto são Oficinas Técnicas, Oficinas de Design e Oficinas de Gestão. As Oficinas técnicas são compostas pelo Programa de Capacitação, para promover o conhecimento relacionado ao manejo das técnicas artesanais tradicionais do MS, utilizando as matérias-primas abundantes nas regiões envolvidas e pelo Programa de aperfeiçoamento/reciclagem, para melhorar o conhecimento dos artesãos no manejo das técnicas artesanais; no aperfeiçoamento dos processos de produção e no melhor aproveitamento ou inserção de novas matérias-primas de núcleos de artesanato já em produção, com uma ação que antecede a interferência de oficinas de Design.

As Oficinas de Design buscam desenvolver uma nova linha de produtos, exclusivos ou um produto de referência, tendo como meta final a conquista de novos mercados. O Design de produtos é uma estratégia para aumentar a competitividade do produto a ser inserido no mercado. Oficinas realizadas em núcleos de produção que se encontram em estágio avançado, ou seja, bem estruturados e com produção constante, necessitando do projeto para a confecção de novos produtos para projeção no mercado.

As Oficinas de Gestão são uma etapa em que são realizadas oficinas de formação de preço de venda, de gerenciamento e de atendimento ao público, buscando a profissionalização e empreendedorismo do profissional artesão.

Para alinhamento de ações e interesse em realizar o Projeto Artesania/MS é preciso entrar em contato com a Gerência de Desenvolvimento das Atividades Artesanais pelos canais artesanato.fcms@gmail.com e (67) 3316.9107.

(Com assessoria. Foto: Divulgação)

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Consumo

Arraial do Banho de São João leva mais de 30 mil pessoas para o Porto Geral

A primeira noite do Arraial do Banho de São João ainda contou com show nacional da dupla sertaneja Rick e Renner.

Publicado

on

Foi em grande estilo, com mais de 30 mil pessoas, a volta da festa do Arraial do Banho de São João de Corumbá, que pela primeira vez aconteceu com o reconhecimento de Patrimônio Imaterial do Brasil – conquistado em 2021. A primeira noite, nesta quinta-feira, 23 de junho, marcou o reencontro do Porto Geral com os andores dos festeiros no cumprimento do centenário ritual do banho do Santo nas águas do rio Paraguai. “É um momento especial para todos nós, termos o Banho de São João de volta, com a participação popular, o que não aconteceu nos anos anteriores por causa da pandemia”, destacou o prefeito Marcelo Iunes.

Acompanhado pela primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, Amanda Balancieri Iunes, o prefeito Marcelo Iunes visitou casas de festeiros na noite de ontem e participou da descida do andor oficial da Prefeitura – até a Prainha do Porto Geral – para banhar a imagem de São João nas águas do rio Paraguai.

“É uma festa grande de volta e, pelo primeiro ano com o título de Patrimônio Imaterial do Brasil. Agradecemos a todos que prestigiam essa grande festa, que para nós é importante, não só no aspecto religioso, como também cultural e, principalmente, na geração de renda e emprego para nosso município. Agradecemos ao governador Reinaldo Azambuja, nosso grande parceiro no desenvolvimento de Corumbá. Aqui, com o Banho de São João, temos 80 barracas, além dos mais de 100 ambulantes. Isso representa, pelo menos, 180 famílias beneficiadas numa geração média de 300 a 400 empregos diretos e indiretos que terão uma renda extra para sustentar a família”, afirmou o prefeito de Corumbá.

“Temos o São João que é a maior festa popular do Centro-Oeste que é o nosso carnaval; a maior festa religiosa do Centro-Oeste e uma das maiores do Brasil que é o nosso São João; o Festival de Pesca e o Campeonato Internacional de Pesca Esportiva, que voltou batendo recordes, e o Eco Pantanal Extremo, que reúne as principais provas de esportes radicais em Corumbá”, enfatizou Marcelo Iunes ao destacar a tradição de Corumbá em eventos que geram renda, emprego e interesse turístico.

A primeira noite do Arraial do Banho de São João ainda contou com show nacional da dupla sertaneja Rick e Renner.

(Com assessoria. Foto: Divulgação)

Continue Lendo

Cidades

Projeto BuZum! beneficia mais de 2,8 mil alunos de Dourados e Nova Alvorada do Sul

O palco é fora do ônibus, em uma estrutura ampla

Publicado

on

Durante os meses de maio e junho, Mato Grosso do Sul foi o cenário da cia. BuZum! com o espetáculo “O Grande Perigo”, na versão adaptada do ônibus para o palco. E o saldo das apresentações foi bastante positivo: 2.842 crianças e 262 professores prestigiaram as ações, que contaram com apoio da CCR MSVia e Instituto CCR e passaram por 8 escolas públicas de Dourados e Nova Alvorada do Sul.

O espetáculo “O Grande Perigo” narra a história de Tata, uma pequena tartaruga que logo ao nascer volta para o mar em busca de sua mãe. Tata enfrenta vários perigos, tão comuns à vida das tartarugas marinhas, como uma andorinha que tenta comê-la, um caranguejo que a persegue, peixes elétricos, um polvo, um perigoso tubarão e uma enorme baleia.

Tata foge de todos os perigos e ao final encontra sua mãe, mas percebe que ela está presa em um mar de lixos e plásticos. Com muita coragem, Tata consegue salvar sua mãe e as duas nadam para longe daquele grande perigo.

Ao longo do ano, sete estados do país receberão a companhia, com apresentações de seus incríveis espetáculos, já reconhecidos e aplaudidos pelo público, como o “Caipira” e “Curumim”, mais a estreia de um espetáculo inédito no segundo semestre. O BuZum! fará aproximadamente mil apresentações em um total de 141 dias, para um público estimado de 50 mil pessoas, por meio da Secretaria Especial da Cultura – Ministério do Turismo, com incentivo da Lei Rouanet e pelo Instituto CCR.

Reinvenção: O palco é fora do ônibus, em uma estrutura ampla. A plateia assiste a cada sessão do espetáculo ou em escolas ou em praças públicas, com distanciamento seguro, de forma protegida. Diversão garantida para público com a vivacidade do tradicional teatro de bonecos. O que antes acontecia originalmente no BuZum!, dentro do ônibus, hoje é no palco.

BuZum! 11 anos: Em setembro de 2022, a cia de teatro BuZum! completará 12 anos de experiências e tem motivos de sobra para comemorar: são mais de 500 mil quilômetros para realizar 15 mil apresentações para mais de 700 mil espectadores nas mais de 2.600 escolas públicas de 300 cidades, dos 11 estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Minas Gerais, Maranhão, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Ceará e Santa Catarina), além de Porto Suarez, na Bolívia. Cada trajeto do BuZum! pode ser acompanhado pelo site www.buzum.com.br ou pelo perfil no Instagram @ProjetoBuZum.

A cia. é dirigida por Beto Andreetta, Jackson Íris e Mari Gutierrez, junto à equipe de produtores, montadores, motoristas, secretárias e atores. Todos levam à plateia itinerante novas possibilidades nas quais a imaginação e a fantasia se expandem nos contos com seus bonecos teatrais inovadores.

O Instituto CCR: Entidade privada sem fins lucrativos que gerencia o investimento social do Grupo CCR, proporcionando transformação com apoio a projetos via leis de incentivo, campanhas institucionais e por meio dos programas proprietários: o Caminhos para a Cidadania – atendendo mais de 1,3 mil escolas, e o Caminhos para a Saúde – presente em seis regiões. O foco do Instituto CCR é em inclusão social por meio de iniciativas de geração de renda, saúde, educação, cultura e esporte. Desde a sua criação em 2014, já foram gerenciados R$ 163 milhões, e, somente em 2020, cerca de 2,5 milhões de pessoas foram impactadas em comunidades de 115 cidades, situadas em trechos de atuação das concessionárias da companhia. Saiba mais em institutoccr.com.br

(Com assessoria. Fotos: Divulgação)

Continue Lendo

Cidades

Mostra de Cinema Japonês no MIS terá Segunda Guerra Mundial como pano de fundo

O evento ocorrerá no período de 27 a 28 de junho corrente, integrando romance, drama e suspense

Publicado

on

O Museu da Imagem e do Som apresenta, em homenagem aos 114 anos da chegada dos japoneses no Brasil, uma mostra de filmes japoneses. O evento ocorrerá no período de 27 a 28 de junho corrente, integrando romance, drama e suspense. Terá a Segunda Guerra Mundial como pano de fundo, em temas que o público ocidental pouco conhece. A curadoria é do historiador e engenheiro Celso Higa.

“Somos privilegiados em ter uma comunidade japonesa tão significativa na nossa cidade e com isso acessamos filmes que têm uma construção narrativa muito particular, seja na fotografia ou nas próprias histórias”, diz a coordenadora do MIS, Marinete Pinheiro. “A volta das sessões presenciais tem sido a possibilidade dos reencontros depois de tanto tempo, como isso temos visto a alegria do público que manifesta saudade pelo cinema no MIS, assim estamos imensamente gratos por esse retorno também com cinema Japonês”, completa Marinete

Confira abaixo a programação e participe!

Dia 27/06/2022 (2ª Feira)

19:00 h – O imperador em agosto (Nihon no Ichiban Nagai hi) – 2015 – 136 min.

Sinopse: Agosto de 1945, durante os últimos dias da Segunda Guerra Mundial. Após duas bombas jogadas no Japão pelas tropas americanas, o Imperador Hiroito está prestes a anunciar a rendição do país – via rádio- para não sacrificar mais o seu povo. Um grupo de soldados conservadores, que não aceita que o Japão se entregue, ocupa o Palácio Imperial e uma emissora de rádio, para que a  audição sobre a rendição não ocorra.

Produção: Shochiku, Asmik Ace

Direção: Masato Harada

Elenco: Koji Yakusho, Masahiro Motoki, Tori Matsuzaka, Tsutomu Yamazaki

Baseado no livro de Kazutoshi Hando

Lançamento no Brasil: 06 de janeiro de 2016

 

Dia 28/06/2022 (3ª Feira)

19:00 h – A mulher de um espião (Supai no Tsuma) – 2020 – 115 min.

Sinopse: Ambientado na década de 1940. A população do Japão está dividida  a  respeito da participação  do país na Segunda Guerra Mundial. Em Kobe, o comerciante Yusaku (Issey Takahashi) administra uma empresa de tecidos e é casado com Satoko (Yu Aoi). Durante uma viagem de negócios na Manchúria, Yusaku descobre um terrível segredo nacional.  Com intuito de fazer justiça, ele decide divulgar a todos sobre a sua descoberta. Satoko começa a suspeitar que ele está tramando algo.  Logo ela é arrastada para dentro de um jogo enigmático, cheio de tramas. Um thriller romântico numa época turbulenta. Uma releitura dos abusos  do Japão na Segunda Guerra sob o olhar de Kiyoshi Kurosawa.

Direção: Kiyoshi Kurosawa

Roteiro: Ryusoke Hamaguchi e Tadashi Nohara

Elenco: Yû Aoi, Issey Takahashi, Masahiro Higashide, Yuri Tsunematsu,

Premiação: Leão de Prata do Festival Internacional  de Cinema de Veneza 2020 – Melhor Diretor pelo filme “A esposa de um espião”

Lançamento no Brasil: 31 de março de 2022.

Produção: NHK, NHK Enterprises, INCLINE e C&I Entertainment.

(Com assessoria. Foto: Divulgação)

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2021 Pauta 67