fbpx
Connect with us

Variedades

“Canções Poéticas e Imagens Modernistas” leva música, poesia e artes visuais a escolas municipais da Capital

Com apoio da UFMS e Sectur, projeto será lançado no dia 12 de agosto, em Campo Grande

Publicado

on

As manifestações culturais utilizadas como ferramentas de acesso à educação e cidadania. Este é ponto de partida do projeto Canções Poéticas em Imagens Modernistas, subsidiado pelo FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais), com apoio da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo).

A iniciativa gratuita será lançada nesta quinta-feira (12), às 18h, no Teatro Glauce Rocha, em Campo Grande e durante sua realização, promoverá concertos musicais para alunos e professores da REME (Rede Municipal de Ensino), por meio de transmissão pela internet.

Gravadas em cenários históricos da Capital e tombados como patrimônios do município, as apresentações trazem todo o resgate histórico e cultural de uma cidade repleta de memórias. Os locais escolhidos para as gravações foram: a Morada dos Baís (construída em 1908 e tombada pela Prefeitura Municipal em 1986); a Estação Ferroviária (construída entre as décadas de 1920 e 1940 e tombada em 1996 pelo Governo do Estado e em 2009 pela União); a Escola Estadual Maria Constança de Barros Machado (construída em 1953 e tombada pelo Governo do Estado em 1997) e o Museu José Antônio Pereira (construído em 1880 e tombado pela Prefeitura Municipal em 1983).

As apresentações são um show de sensibilidade por meio da música, poesia e artes visuais, com apresentação de canções, exibição de quadros modernistas, poemas e execuções de obras instrumentais.

O projeto conta com os músicos Marcelo Fernandes (violão) e Andressa Chinzarian (canto), com participação de Heitor Lotti (violino), Ana Lúcia Gaborim (canto) e Geraldo Vicente Martins (declamação de poemas).

Segundo o pró-reitor de Extensão, Cultura e Esporte da UFMS, Marcelo Fernandes, a arte é essencial na vida da criança, pois, colabora para o seu desenvolvimento expressivo e para a construção de sua poética pessoal e para o desenvolvimento de sua criatividade.

“Despertar o interesse nos estudantes em conhecer linguagens artísticas com importante relevância histórica é fundamental para ampliar conhecimentos e objetivos, assim como conhecer a história do desenvolvimento do local em que vive é fundamental para aprimorar o sentimento de pertencimento. Por isso, o projeto vai colaborar para a formação da identidade pessoal e social das crianças, tendo a cultura como sua principal base”, detalha o músico participante da iniciativa.

O objetivo seria realizar as atividades presencialmente, para que as crianças pudessem sentir toda a emoção do contato com a história e arte, mas devido a pandemia de Covid-19, o projeto foi alterado para virtual, mas sem perder sua essência e seu objetivo de imersão histórica e cultural nas primeiras décadas do século XX.

“Trata-se de um projeto inovador ao oferecer uma opção cultural sustentável que é a excursão cultural para as escolas oportunizarem aos alunos o contato com um amplo repertório cultural de Campo Grande, com  linguagem histórica de grande relevância da música, literatura e pintura brasileira, além da arte modernista, em prédios históricos de Campo Grande, todos eles tombados por leis, municipal, estadual ou federal, construídos na mesma época da criação das músicas e textos que serão apresentados”, finaliza o pró-reitor. (Com assessoria. Foto: Divulgação)

Serviço:

Lançamento do projeto Canções Poéticas em Imagens Modernistas

Data: 12 de agosto de 2021 (quinta-feira), às 18 horas.

Transmissão ao-vivo pela TV UFMS e pelo Youtube.com/TVUFMS

Continue Lendo
1 Comment

1 Comment

  1. Curso Art Business

    11 de dezembro de 2021 at 14:32

    Sou a Antonia Brito, gostei muito do seu artigo tem muito
    conteúdo de valor, parabéns nota 10.

    Visite meu site lá tem muito conteúdo, que vai lhe ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Variedades

Hábito de leitura aumenta quase 50% em dois anos de pandemia

A Gibiteca, organização sem fins lucrativos, quer expandir o acesso à leitura para aqueles que não têm condições financeiras, com a ajuda dos Supermercados Comper

Publicado

on

O isolamento social provocado pela pandemia obrigou as pessoas a passarem mais tempo em casa, sem opção de ir ao parque, em festas ou teatros. Com isso, o brasileiro se voltou a um antigo companheiro: o livro. É o que comprova pesquisa do 13º Painel do Varejo de Livros no Brasil, realizado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) em parceria com a Nielsen Bookscan Brasil. Em 2021, houve um crescimento de 29,3% no volume de livros vendidos em todo o país, na comparação com o ano de 2020. Este  ano também começou aquecido, com uma alta variação em volume nas vendas: 19,56% maior que em 2021. Já são quase 50% mais livros em circulação no Brasil do que em 2020.

Entretanto, os livros ainda são caros e inacessíveis a uma camada expressiva da população. Para diminuir a distância provocada pela questão financeira, a Gibiteca está promovendo uma campanha de arrecadação de livros na rede de Supermercados Comper. Durante o mês de junho, clientes que passarem pelas lojas da Rui Barbosa, Joaquim Murtinho e Euller de Azevedo poderão deixar os exemplares que não utilizam mais e também matar a saudade ou apresentar aos filhos algumas edições de gibis que estarão disponíveis para leitura no local, na Gibicicleta.

Podem ser doados quaisquer livros de todos os temas, desde que em bom estado de conservação. A Gibiteca já possui atualmente mais de 20 mil exemplares, que se distribuem na sede da organização, na Rua Sacramento, 800 – Bairro São Francisco, na Gibicicleta, na Vanteca e em estantes espalhadas pelos terminais rodoviários da cidade.

Confira a programação: 

16/06 (quinta- feira): das 15hs às 19hs

Comper Rui Barbosa – R. Barbosa, 736

22/06 (quarta-feira): das 15hs às 19hs

Comper Joaquim Murtinho – R. Joaquim Murtinho, 975

27/06 (segunda- feira): das 15hs às 19hs

Hiper Center Comper Euler de Azevedo – Av. Tamandaré, 295

(Com assessoria. Foto: Divulgação)

Continue Lendo

Variedades

Receita Saudável: antepasto de berinjela

Prato é ideal para lanches rápidos e durante a espera do preparo de refeições

Publicado

on

Quem não gosta de um aperitivo enquanto o almoço, ou janta, não está servido? Para matar essa vontade o antepasto é uma boa pedida e, combinado com ingredientes gostosos e saudáveis, o resultado é surpreendente.

Karoline Montanhere B. de Oliveira Fantuci, nutricionista da Unimed Campo Grande, faz parte do grupo de pessoas que tem o antepasto como um bom aliado não só para a espera de refeições, mas também para lanches rápidos. Para isso ela tem uma receita ideal para indicar.

“Essa receita é uma opção prática, nutritiva, muito saborosa, fácil de levar na lancheira para o trabalho e ótima para as crianças levarem para a escola. Pode ser consumida com torradinhas ou pão integral, é muito versátil”, conta.

Além de saboroso, o antepasto, indicado pela profissional, tem como estrela a berinjela, um alimento rico em antioxidantes e vitamina C, tornando-se indispensável na alimentação diária. Confira a receita!

Antepasto de berinjela 

Ingredientes  

– 3 berinjelas médias picadas com a casca

– 1 pimentão vermelho (pequeno) picado

– 1 pimentão amarelo (pequeno) picado

– 1 cebola picada

– 3 dentes de alho picados

– 1/2 xícara (chá) de uvas passas brancas

– 1 colher (sopa) de orégano

– 1 colher (sopa) de chimichurri

– 1 colher (chá) de sal

– Cheiro verde e pimenta-do-reino a gosto

– 1/2 xícara (chá) de azeite de oliva

Modo de preparo 

– Deixe as berinjelas picadas de molho na água até a hora de usar para não escurecerem

– Refogue a cebola e o alho em um fio de azeite. Junte os pimentões e mexa, em fogo baixo, até ficarem macios

– Escorra as berinjelas, adicione ao refogado e acrescente o azeite. Misture e mexa bem até ficarem macias. Se preciso, adicione um pouquinho de água para ajudar a cozinhar

– Acrescente as passas, o orégano, o sal e os temperos para finalizar

– Deixe no fogo até ficar no ponto que você quiser (mais seca ou mais molhadinha)

Dica: “armazene em potes de vidro, previamente higienizados e bem vedados. A durabilidade na geladeira é de até um mês, se bem conservado”, conclui a nutricionista.

(Com assessoria. Foto: Divulgação)

Continue Lendo

Cidades

Bolsista da Fundect é escalado para atuar na novela Pantanal

Bruno Moser, está prestes a encarar um dos maiores desafios de sua carreira.

Publicado

on

O ator, jornalista e bolsista do Projeto Mídia Ciência, Bruno Moser, está prestes a encarar um dos maiores desafios de sua carreira.

O ator sul-mato-grossense foi escalado para atuar na novela Pantanal (TV Globo) no papel de um agente ambiental. Bruno já está no Pantanal gravando, e as cenas ainda não tem data definida para irem ao ar.

“Eu tenho 15 anos de teatro, essa é a primeira vez que participo de uma produção tão grande e é um prazer poder participar de uma obra tão significativa e que vai ficar na memória da dramaturgia brasileira”, conta o ator.

Bruno é bolsista do Projeto Mídia Ciência, projeto que tem como objetivo a popularização da ciência na sociedade. Atualmente, Bruno desenvolve uma série de atividades em Escolas da Rede Pública de MS com o intuito de despertar o gosto dos alunos pela pesquisa, ciência e tecnologia.

O Projeto Mídia Ciência é uma realização da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS (Fundect), em parceria com a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar) e Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

(Com assessoria. Foto: Divulgação)

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2021 Pauta 67